Image Map S.O.S. Girls: Por que desistir da transição? #PapoDeAmiga

Por que desistir da transição? #PapoDeAmiga

02 setembro 2014


  Oi pessoal! Hoje, olhando o grupo das Cacheadas em Transição no facebook, vi muitas meninas desistindo da transição. Fiquei "engasgada" com certas coisas e precisei vir desabafar aqui no nosso cantinho. Então, hoje o papo é com as quase cacheadas, como eu.




   Todo mundo sabe que preconceito ainda existe. Não adianta vir com esse papo que "o mundo está evoluindo", porque ele não está. O mundo sempre vai ser o mesmo: sempre terão muitas pessoas fazendo o bem, mas sempre existirão pessoas para prejudicar o próximo. É a vida.
  Nossa identidade crespa/cacheada se perdeu no tempo. Antes, os relaxamentos faziam a cabeça da mulherada. Depois, chegaram as famosas progressivas e os nossos cachos foram por água abaixo. 
   Desde que nascemos, passamos por preconceitos. Não importa a sua classe social, o bonito sempre será o liso ou o "cacho comportado". Prova disso é a filha da Beyoncé, que desde pequena foi alvo de um grande preconceito por causa do seu black crespo. Ainda uma criança, não sabe nada sobre a vida, não entende, mas já é criticada por causa de cabelo.
   Quando somos pequenos, dependemos dos nossos pais para tudo, inclusive para cuidar dos nossos cabelos. Muitos pais (como os meus) não sabem cuidar do nosso tipo, não sabem onde procurar informações e acabam achando também que "quanto mais comportado, mais bonito." Mas cá entre nós, sabemos que um cabelo cacheado tem praticamente vida própria, e não combina nada com "comportado".
    Então, algumas de nós caímos no vício de prancha e escova. Outras já foram pro relaxante e depois para as progressivas e definitivas. Os pais incentivam, as vezes obrigam, isso tudo por não terem as informações corretas de como cuidar das nossas madeixas. 
    No começo, a maioria fica apaixonada. O cabelo liso é aquele "ufa" que todas precisavam. É prático, fácil, não precisa fazer hidratação e nem se preocupar com day after, porque ele já acorda pronto. Com certeza, é um sonho se realizando.
    Depois de um tempo, o cabelo vai se fragilizando, e junto a ele, a auto-estima também. Ele já não acorda tão bonito, já não fica bom só lavado, e a chapinha se torna aquela amiga de todas as horas. Você vai se acostumando com essa situação, achando que é normal. As vezes, faz outros tipos de química pra melhorar o aspecto, e assim por diante.
   Para algumas, a descoberta sobre transição chega logo. Para outras, demora. Mas ela rapidamente se torna outra solução, só que com um diferencial: essa vai ser difícil. Bem difícil.
  Não vamos mentir: entramos em transição porque queríamos um cabelo bonito, saudável. Entramos porque, dentro de nós, despertou uma voz, dizendo que aquilo não era bom pra você, não era saudável. Não dava mais.
    A raiz começa a aparecer, e agora só dá pra sair com o cabelo escovado, não é? Mas por enquanto, ninguém vê, ninguém percebe.
     Os meses passam e para algumas vem a felicidade de ver os pequenos cachinhos nascerem. A ansiedade para fazer o temido BC aparece, o medo de não saber como vai ficar também.
     Mas é aí que algumas se perdem no caminho.
    O liso não é feio. Pelo contrário. É o que sempre irei lutar pra defender: todo tipo de cabelo é lindo. Mas nós, em transição, lutamos por um cabelo natural.
     Se você é feliz alisada, ótimo. Mas se você cogitou a possibilidade de entrar em transição sabendo o que é, você sabe que o cabelo liso já não te faz tão feliz mais.
    Depois de um tempo na transição, percebemos que ela não é só mais uma "fase do nosso cabelo." Ela é muito mais que isso. É a nossa descoberta do nosso "eu interior". Acima de tudo, é aceitação. Você começa a perceber que nasceu assim. Se você é religiosa, começa a perceber que você é assim porque Deus quis. Se não é, você percebe que aquilo é a sua genética, que a ciência não muda. Você pode retocar a raiz todo santo mês, mas o seu fio nasce do jeitinho que ele é: diferente. 
    Porém, o diferente não é aceitável. O diferente SEMPRE é alvo de críticas e preconceitos. As pessoas não entendem o diferente, e são ignorantes, porque não querem entender. 
   Algumas não aguentam a pressão e a crítica aparecendo tão rápido quanto a raiz. Quanto mais o cabelo cresce, mais os comentários ofensivos crescem também. São mascarados como "dicas" ou "ajuda", mas não passam de puro preconceito. "Por que você não alisa mais o seu cabelo?" "A raiz já está aparecendo, vai relaxar não?" "Cruzes, essa raiz tá muito alta, faz uma escova!" "Você é bem mais bonita de cabelo liso." 
   QUEM TEM QUE TE ACHAR BONITA, É VOCÊ MESMA.
  Esse tipo de comentário a gente acha na rua, na escola, no trabalho, até em casa. Parentes, pais, namorados, maridos... Talvez eles não sejam culpados: apenas cresceram como nós, acreditando que cabelo bonito e bom é cabelo liso. A sua missão é provar ao contrário. Prove que cabelo cacheado, igual de novela e revista, também se faz em casa. Prova que você mesma é desse jeito. Mostre a eles que você é bonita de qualquer jeito.
     Não se perca no caminho.
   Vejo tantas, mas tantas meninas desistindo com 5, 6, 10 meses de transição... É sério que passa na cabeça de algumas desistir depois de tanto tempo? Nós sabemos que a transição é bem mais difícil para algumas do que para outras, mas nada é motivo para desistência. Se você desiste disso, imagine em outras coisas na sua vida? A vida também é bem difícil, e nem por isso devemos desistir de pelo menos tentar.
    Ninguém precisa ser forte o tempo todo, mas não desista. 
    Não seja fraca. Prove, acima de tudo, para você mesma que é possível.
    Cabelo cresce. A vida passa. 

    E pra finalizar aqui tem um incentivo. Uma foto que achei no facebook.



    E também tem uma música que super me ajuda quando estou pra baixo por causa dos comentários. É da Taylor Swift, Shake it off.

  "É o que as pessoas dizem
   Mas eu sigo em frente
   Não posso parar, não vou parar de me mexer
   É como se eu tivesse essa música
   Na minha mente dizendo que tudo vai ficar bem

   Porque os jogadores vão jogar
   E os 'haters' vão odiar
   Querido, eu só vou sacudir
   E deixar pra lá
   Os destruidores de coração vão partir
   E os falsos vão fingir
   Querido, eu só vou sacudir
   E deixar pra lá"

  
   Pensem bem e descubram o porquê que estão desistindo da transição. Coloque-se em primeiro lugar. Não deixe de fazer o que quer por causa da opinião dos outros. O que importa é você se sentir bem.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

13 comentários:

  1. Ess texto me motivou a seguir com a transição, já tava pensando em alisar. Obrigada :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. uaaaal, q foda isso! fico feliz por te motivar

      Excluir
    2. Me motivou também. Nenhuma texturização fica no meu cabelo. Ouço comentários desanimadores da minha mãe e isso me deixa super confusa.Mas depois do que li, vou seguir firme!

      Excluir
    3. Me motivou também. Nenhuma texturização fica no meu cabelo. Ouço comentários desanimadores da minha mãe e isso me deixa super confusa.Mas depois do que li, vou seguir firme!

      Excluir
  2. Ess texto me motivou a seguir com a transição, já tava pensando em alisar. Obrigada :)

    ResponderExcluir
  3. Eu vou voltar a alisar, é muito lindo um cabelo natural; Mas é mais lindo ainda se sentir bem consigo mesma (:

    ResponderExcluir
  4. Eu não sei o q faço, estoirar a 1 ano e 4 meses em transição (mas não sabia). Agr que resolvi largar a chapinha não sinto vontade nem de sair de casa, me sinto horrível... acho q meu cabelo é tipo 2C, mas nd modela ele, só sei chorar... não queria desistir :'(

    ResponderExcluir
  5. Essa foto do perfil é de antes das químicas.

    ResponderExcluir
  6. Tá muito difícil... Estou à 1 ano e 4 meses, cortei grande parte alisada. Só que a frente não define, a parte de trás é totalmente diferente da metade da frente :-(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas VC tá atrás de cabelo natural ou de cachos tb estou em transição e penso assim "vou aceitar meu cabelo do jeito que ele for"

      Excluir
  7. Eu estou ha 7 meses sem quimica, quase desistindo porque estou me sentindo horrivel, nao sei arrumar a juba, preciso de um corte legal igual eu vejo de algumas meninas do blog, enfim muito confusa, mas la no fundinho do meu coração eu quero continuar, afinal cheguei ate aqui.

    ResponderExcluir

© 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: Luci Gonçalves.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo